Gestão de estoque: 4 passos para um controle eficiente no varejo

Fazer controle de estoque é uma atividade operacional que influencia diretamente nos resultados de empresas que fazem a venda de produtos. Por ser uma prática comum no mercado desde antes do surgimento da internet, sempre foi feito de uma maneira muito manual. Atualmente, há alguns sistemas que auxiliam o empreendedor para fazer uma gestão de estoque mais eficiente. Veja como fazer controle de estoque em 4 passos.

Gestão de Estoque – o que é?

Quando seu cliente vai à sua loja, ele geralmente está buscando algum produto específico ou uma variação parecida com ele. Para conseguir fazer essa venda, você precisa ter o produto em estoque, em boas condições e ter um preço adequado ao mercado.

Fazer um controle de estoque eficiente é essencial para ter mais lucros e depende de um estudo adequado e da aquisição das ferramentas ideais para seu negócio.

Foque sempre em acertar: a quantidade de produto, o preço certo de venda, o momento certo de compra e o local correto de armazenamento.

Gestão de Estoque – 4 passos para um controle eficiente

Conheça os 4 pilares do controle de estoque no varejo. Não se esqueça, se tiver alguma dúvida, fique à vontade para comentar e perguntar. 😉

Quantidade Correta

Saber quantos produtos você precisa ter em seu estoque é extremamente importante, tanto se você vende produtos mais perecíveis quanto para outros de mais durabilidade. Controlar os movimentos de inventários, a rotatividade dos produtos e as variações de sazonalidades é essencial para não perder produtos, seja por validade ou extravio de mercadorias.

Para solucionar essa questão, é importante estudar o comportamento do seu mercado e fórmulas que ajudam nas previsões. Outra opção que o mercado varejista tem adotado cada vez mais é a tecnologia, há diversos sistemas de gestão atualmente que ajudam empreendedores a ter mais controle sobre seu negócio.

Desde soluções mais genéricas até outras mais especializadas em nichos de mercado, as tecnologias de automação para o varejo têm chegado a cada vez mais nos pequenos e médios varejos. Isso ajuda o empresário a entender não somente sobre quantidade de produtos, como também ter uma visão mais analítica e estratégica sobre seu negócio.

Preços equilibrados

Isso vale tanto para a compra quanto para a venda dos seus produtos. Não adianta você ter bons preços em uma ponta e não equilibrar isso.

Nesse ponto, é essencial manter bons relacionamentos com fornecedores. Isso garante não somente bons preços de compra como também aumenta a fidelização desse parceiro de negócios. Caso esse fornecedor esteja te prejudicando com prazos e preços, fique atento para não deixar isso afetar negativamente seus negócios, tenha sempre outras opções.

Considere também na sua precificação de venda, não somente o custo direto que você teve com aquela mercadoria, mas também os indiretos, como: aluguel, consumo, armazenamento, impostos, funcionários, etc.

Para entender mais sobre precificação e aumentar seus lucros, não deixe de ler o post que fizemos sobre isso aqui no nosso blog! 😉

Tempo certo de compra

Conheça a sazonalidade e rotatividade de venda dos seus produtos para saber quando fazer as solicitações para o fornecedor. Não adianta você acumular produtos que não estão saindo e também não pode esperar acabar para comprar novos.

Não se esqueça, produto = dinheiro. Se você tem produto parado, é dinheiro parado. Se tem produto em falta, é venda perdida.

Conheça o seu ponto de reabastecimento, saiba calcular o ponto de pedido. Considere sempre o tempo entre o pedido e a chegada da mercadoria, além de observar sempre o tempo máximo de armazenamento e período de vendas.

Para produtos essenciais para seu negócio, lembre de calcular e manter sempre atualizado seu estoque de segurança. Isso é uma prática comum no mercado e que visa cobrir diferença entre situações extremas diante da variabilidade de demanda.

Armazenamento Adequado

Se você atua com e-commerce ou loja física, ou os dois, já deve ter passado por situações em que uma venda era feita em um local e o produto não estava armazenado na localização correta. Além da divergência de estoque por lugar, isso pode acarretar em problemas de validade, produtos descartados ou obsoletos e, consequentemente, dinheiro perdido.

Para fazer esse controle, há algumas soluções mais conhecidas, como o controle manual ou por meio de planilhas. Muitos empreendedores têm aderido também a tecnologia como solução inteligente para gestão de estoque, vendas e do negócio no geral.

Se está em fase inicial das vendas, as planilhas podem ser, ainda, uma boa opção para seu controle de negócio, mas conforme sua quantidade de produtos for crescendo e suas vendas aumentarem, elas não serão mais suficientes.

Há também soluções de tecnologia que, além de ajudarem no controle de local de armazenamento, conseguem também oferecer outras análises estratégicas. Se você atua com loja virtual, loja física ou um mix dos dois, é importante procurar um sistema que te ajude também nessa integração entre os estoques para não prejudicar seus negócios.

Dica de Ouro só para você

Ainda está por aqui? Então espero que esteja gostando do conteúdo! Para você ficar mais feliz, segue uma última dica dos nossos especialistas para seu negócio! 😉

Adquira um sistema que automatize a gestão de estoque para você e te avise quando seu estoque estiver baixo.

Assim, complete os 4 passos acima de uma forma muito mais fácil, sem dor de cabeça. Para completar, isso ainda melhora a experiência do seu cliente.

Para identificar qual a quantidade mínima que você deve ter em estoque, responda a algumas perguntas básicas:

  • Você confia no seu fornecedor? Há alternativas caso ele não te entregue os produtos a tempo?
  • A demanda é previsível? Você está próximo de alguma data comemorativa ou período de altas vendas?
  • O preço é estável ou tem variações?
  • Descontos: você economiza se comprar mais? Vale a pena fazer isso em seu negócio ou para aquele produto específico?

E aí, gostou das dicas? Vai começar a fazer controle de estoque eficiente agora mesmo?

Se tiver dúvidas sobre como começar a fazer isso, nos procure! Podemos te ajudar. 🙂

  • Compartilhar
Danilo Colombo
Formado em publicidade e propaganda, apaixonado pelo mundo digital, startups, growth hacking e empreendedorismo. Quando não está pensando sobre negócios, gosta de passar o tempo com sua família. Atualmente é Head of Marketing da PDVend.

Você vai se interessar também.

Escreva um comentário

Quer acesso aos conteúdos exclusivos?

Cadastre-se e receba gratuitamente artigos, novidades e dicas.