6 Dicas para realizar uma boa gestão para Black Friday, Natal e outras datas comemorativas

Continuando a nossa série de posts sobre um dos eventos mais esperados pelos lojistas, a Black Friday 2018. Dessa vez falaremos um pouco sobre como realizar a gestão para Black Friday de forma a gerar mais oportunidades de lucros pelo seu negócio, ao mesmo tempo em que se conquista a eficiência operacional.

Já falamos anteriormente sobre como realizar boas práticas nessa data através do e-commerce. Assim como também separamos algumas dicas para vender mais na Black Friday. Um ponto importantíssimo que deve ser levado em conta todos os dias, mas ainda mais na Black Friday é a experiência do consumidor. Se você quer vender mais nesse evento é importante saber como fidelizar e manter clientes.

Para você ter uma ideia, de acordo com uma pesquisa realizada pelo Google, cerca de 98% dos clientes participantes usuais da Black Friday planejam comprar algo nessa edição. E em torno de 78% de pessoas que nunca compraram nada estão dispostos a comprar. Isso mostra o quanto um bom atendimento e uma boa gestão para Black Friday fazem diferença. Pequenos detalhes, como garantir a concretização da venda possuindo mais de uma empresa adquirente em seu portfólio de cartões é um exemplo.

E sabendo disso separamos algumas dicas básicas para alcançar o sucesso em sua gestão para a Black Friday. Essas dicas se aplicam também a outros eventos comemorativos. Confira!

1. Defina no início se irá trabalhar com loja física ou e-commerce

Trabalhar com lojas físicas ou virtuais, ou mesmo ambas, é uma escolha que deve ser definida logo no começo da campanha. Tendo essa escolha definida logo de início será mais fácil pensar em quais técnicas de liquidação são possíveis de utilizar. Além de facilitar a sua gestão para Black Friday como um todo. Afinal, nem todas as ofertas funcionam para ambas as modalidades de vendas.

2. Selecione os produtos que farão parte da oferta

Da mesma forma que nem toda oferta funciona para tanto para e-commerce e lojas físicas, nem todo produto faz sentido se ofertado. Veja bem, se um produto possui uma grande saída de estoque mesmo fora de épocas promocionais, não há necessidade de coloca-lo em promoção agora. Este é o momento de colocar em oferta aqueles itens que possuem pouco giro no estoque, ao mesmo tempo em que se investe em produtos com maior sazonalidade.

3. Consiga os melhores preços, negocie com seus fornecedores!

Depois que você identifica quais produtos farão parte da oferta e como a loja fará sua campanha, é necessário conseguir as melhores condições para seus produtos de forma a ser competitivo. Ao realizar a gestão para Black Friday e demais datas comemorativas, para que seu negócio sobreviva é preciso negociar com seus fornecedores essas condições. Não adianta reduzir a sua margem de lucro em determinado item apenas para oferta-lo.

4. Programe-se: calcule o valor total dos seus custos operacionais

Quando você estiver fazendo a sua gestão para Black Friday, um ponto que não pode deixar de ser considerado é o valor que você terá com o custo operacional total. Esse é um ponto tão importante e decisivo quanto fazer a negociação com seus fornecedores e possuir uma escala realista de prazos.

5. Tenha uma base de descontos realista e honesta

Hoje em dia não existe mais espaço para que o cliente tenha alguma margem de dúvida com relação a preços. À menor sombra de dúvida por parte dele é uma venda que você perde a chance de efetuar, praticamente sem direito a segunda chance. Já existem ferramentas que monitoram os preços de determinados itens o ano inteiro, o que torna as tentativas de ludibriar os clientes facilmente detectáveis. Opere seus preços sempre usando de transparência e honestidade.

6. Possua uma política de trocas direta e sem aborrecimentos

Poucas coisas irritam tanto um comprador quanto as entrelinhas escritas para casos de troca. É interessante possuir uma comunicação direta nesse sentido. Caso tanto e-commerce quanto lojas físicas participem, o recomendável é que o processo de troca permita a ação em ambas. Problemas com troca de itens figuram entre as maiores reclamações em sites como Reclame Aqui e Procon. Por isso, evite dor de cabeça antecipadamente e já faça a sua gestão para a Black Friday de forma inteligente! Atenção também ao código do consumidor no que diz respeito à política de devoluções e arrependimento.

As possibilidades de otimizar a sua gestão para Black Friday são inúmeras, desde integrar seus processos entre as áreas de vendas e estoque até garantir um bom atendimento. Lembre-se que um cliente satisfeito é a melhor estratégia de negócios que você pode ter.

E aí, o que achou das nossas dicas? Tem alguma que você discorda? Tem alguma outra que gostaria de acrescentar algo?

Use a área de comentários e deixe sua opinião sobre o tema. Obrigado por ler até aqui e boas vendas!

  • Compartilhar
Anna Bella Bernardes
Jornalista formada pela PUC Minas e pós-graduada em comunicação e marketing pela Universidade de São Paulo. Com 7 anos de experiência na área de comunicação, desde 2015 atua com marketing de conteúdo, SEO e inbound marketing.

Você vai se interessar também.

Escreva um comentário

Quer acesso aos conteúdos exclusivos?

Cadastre-se e receba gratuitamente artigos, novidades e dicas.