9 sinais de que você deveria arrumar a precificação do seus produtos

Já teve aquela experiência desagradável ao final do mês, de fechar a contabilidade e não ter tido o lucro almejado? Ou ainda, nem ter conseguido lucratividade? Essa surpresa é mais comum do que se imagina para o empreendedor do varejo. As estratégias de precificação impactam na rentabilidade e no atendimento ao cliente. Pensando nisso, reunimos algumas informações para que você possa identificar e fazer os ajustes e mudanças necessárias o quanto antes. Confira 9 sinais de que você deveria arrumar os preços de produtos em sua loja.

Preços de Produtos – Como definir se estou no caminho certo?

Precificar produtos corretamente pode ser um grande desafio para qualquer empreendedor, mas é especialmente difícil para varejistas. São inúmeras as variáveis que devem ser consideradas, nós já falamos sobre isso outras vezes aqui no blog da PDVend, basta olhar aqui ao lado, na categoria de “Precificação“.

 

Para te ajudar, listamos 9 sinais de que os preços de produtos da sua loja precisam de ajustes.

A precificação não considerou a concorrência

A sua loja vende os mesmos produtos da concorrência, dentro do mesmo marketplace, porém na estratégia de precificação essas informações ficaram de fora, gerando diferenças que realmente impactam nas vendas.

Lembrando que a concorrência é apenas um dos itens dentro da estratégia de precificação, nunca deverá ser a única!

Uma boa saída é buscar softwares que trazem a informação da concorrência (monitoramento) e realizar outras pesquisas (manuais ou não) no seu mercado de atuação pra identificar quais categorias e produtos precisam de ajustes nos preços.

 Os preços não cobrem os custos

Anteriormente, escrevemos 10 dicas sobre precificação, e a importância de levantar todos os custos para chegar ao preço de venda. Se a identificação de todos os custos não for o mais realista possível, isso vai impactar na lucratividade da empresa.
Quando a empresa não atinge um ponto de equilíbrio e a lucratividade almejada, isso pode ser um sinal de que os preços não estão corretos com relação às despesas e custos.

Preços muito altos

Na estratégia de precificação é normal ter que aumentar os preços de tempos em tempos, mas quando é feita de forma não gradual, o cliente percebe de forma negativa, podendo até considerar como prática abusiva. Caso tenha percebido que os preços estão alto demais, revise as informações e monte um plano de aumento mais lento e menos agressivo.

Erros nas etiquetas

Erros simples como a vírgula no lugar errado, erro de digitação na hora de produzir as etiquetas e plaquinhas de sinalização podem gerar perda da lucratividade. Por direito do consumidor, a responsabilidade será da loja em vender pelo preço errado.

Uma forma de diminuir esses erros é utilizar sistemas de gestão de estoque que tenham já uma funcionalidade de segurança por histórico ou pré-programação da digitação, bem como o monitoramento.

Outra solução é buscar geradores de etiquetas eficientes e confiáveis. Nós criamos um Gerador de Etiquetas com Com Código de Barra especialmente para evitar esses erros acima, faça o download gratuito por aqui ou clicando em Ferramentas de Gestão, na parte de cima do site.

Ausência de estratégia para descontos

Oferecer o desconto é uma ferramenta de vendas muito forte. É uma forma de atrair e convencer o cliente a comprar. O que não pode acontecer é o desconto ser aplicado sem planejamento prévio.

Quando o desconto é dado de forma aleatória sem considerar estoque, prazo de entrega, formas de pagamento, custos e até a concorrência, a chance de perder dinheiro é grande para a empresa.

Preços muito baratos

Na expectativa de aumentar as vendas, você diminui os preços demais, impactando nos custos operacionais. Preços mais baratos para alguns tipos de produtos também não melhoram a percepção de valor do cliente, podendo ter o efeito contrário.

A saída é buscar um equilíbrio e diminuir os preços gradativamente e com cautela, quando preciso.

A tentação das promoções

O varejo tem altos e baixos sazonais, por isso criar com antecedência um planejamento das ações de promoções para datas comemorativas, Dia do Cliente, Dia das Mães, Páscoa, Natal, entre outras, é importante para aumentar as vendas.

A precificação em cima da hora é sinal de falta de planejamento e aumenta as chances de erros e perda de vendas.

Os clientes desistiram

Muitos clientes deixam de comprar o que compravam antes. Isso pode acontecer tanto em quantidade quanto em relação a determinadas categorias ou marcas, de forma silenciosa.

É possível que algo esteja errado nos preços e a equipe de vendas e atendimento não esteja percebendo de imediato, pode ser preços acima da média da concorrência, preços abaixo demais gerando suspeita do consumidor, entre outros fatores.

Faltou algo na estratégia

Na sua precificação você percebe que ficou faltando algo e percebe que algo está impactando nas vendas e na rentabilidade?
Volte a revisar os preços, considere todos esse pontos essenciais para a precificação. Não deixe nenhum de fora:
> os custos dos produtos ou serviços;
> o preço da concorrência;
> o valor percebido pelos clientes;
>  o mark-up do produto e do preço de venda;
> a margem de contribuição;
> o ponto de equilíbrio.

Preços de Produtos – a estratégia para aumentar seus lucros

Seguindo essas pistas, você será capaz de otimizar a gestão dos recursos da empresa. Isso gera aumento dos lucros e melhora a experiência de compra dos clientes, que encontrarão preços de produtos justos e ficarão mais felizes.

Comece a fazer a precificação correta dos seus produtos e, se precisar, conte com softwares de gestão que ajudam nessa tarefa.

  • Compartilhar
Danilo Colombo
Formado em publicidade e propaganda, apaixonado pelo mundo digital, startups, growth hacking e empreendedorismo. Quando não está pensando sobre negócios, gosta de passar o tempo com sua família. Atualmente é Head of Marketing da PDVend.

Você vai se interessar também.

Escreva um comentário

Quer acesso aos conteúdos exclusivos?

Cadastre-se e receba gratuitamente artigos, novidades e dicas.