Conheça as 8 causas mais comuns de problemas no estoque

Você já parou pensou na dor de cabeça que os problemas no estoque podem gerar? Vale muito a pena investir tempo e esforço para controlar esse setor da sua loja. O principal motivo da sua loja existir deve ser o de garantir a satisfação do cliente. Se aquele produto que ele deseja está disponível, ele estará satisfeito.

Manter um estoque reduzido e em dia, negociar com os fornecedores certos, monitorar o estoque mínimo e o estoque máximo e usar boas ferramentas são alguns dos benefícios de um Controle de Estoque eficiente. Através dele você tem a possibilidade de praticar melhores preços e ser capaz de obter qualidade e agilidade nos seus negócios!

Quer descobrir quais são as causas mais frequentes que geram problemas no estoque e porque elas têm tirado o sono de tantos varejistas? Continue a leitura do post e conheça a lista com as 10 causas mais comuns de problemas no estoque. Te damos uma dica extra no final!

1 – Comprar mais produtos do que deveria

A compra de produtos em excesso pode comprometer o estoque de diversas formas. O vencimento da validade dos itens, paralisação do capital de giro, necessidade de um espaço mais amplo para o armazenamento e dificuldade na realização de inventário são algumas delas. Além do mais, um estoque reduzido é bem mais simples de ser controlado. Ele oferece dados mais claros e maior facilidade em prever as demandas da sua loja.

Montando um bom fluxo de compra é possível definir uma quantidade mínima de produtos que devem estar no estoque. Com essa margem de segurança, é possível cumprir a demanda nos períodos de alta procura. De qualquer maneira, é possível sempre manter ajustado o estoque de acordo com a entrada e a saída de mercadorias, de modo que seja suficiente para atender toda a procura dos clientes.

Comprar mais que o necessário de produtos gera ainda o aumento dos custos em geral e insatisfação do cliente. Pense nisso!

2 – Deixar de conferir a entrada de mercadoria

Não fazer a conferência nas entradas de produtos pode gerar um enorme problema no estoque. Imagine que o seu fornecedor tenha enviado mercadorias com quantidades e preços diferentes do pedido que você fez? Você sempre deve verificar se a quantidade que consta na nota fiscal é a mesma recebida para daí cadastrar os produtos no estoque. Desse modo você também evita fraudes.

3 – Armazenar os produtos de forma inadequada

As perdas podem representar grandes problemas para o varejista, gerando muita dor de cabeça. Por isso, manter seu estoque em um ambiente com muita umidade ou altas temperaturas pode levar a grandes perdas.

4 – Não fazer inventários periódicos

Produzir um inventário completo e atualizá-lo periodicamente vai te ajudar a encontrar possíveis falhas operacionais e evitar problemas no estoque. Use-o como o seu melhor aliado e não deixe de verificar as divergências entre o estoque acusado no sistema e a quantidade presente no estoque físico. Não se esqueça de fazer backups periódicos de todos os dados para evitar contratempos no futuro.

5 – Ter baixa segurança

A falta de segurança e controle no acesso de pessoas no depósito onde fica localizado o estoque pode contribuir para o roubo e furto de mercadorias. O monitoramento por meio de câmeras pode evitar os problemas no estoque e a falta de produtos nas prateleiras.

6 – Dar pouca atenção ao cadastro de itens

Todo o seu controle de estoque pode estar comprometido ao fazer o cadastro genérico das mercadorias. Isso ocorre porque os itens vendidos não sofrerão baixa no sistema.

Se os seus produtos forem registrados de forma incorreta também haverá o comprometimento do estoque. Já pensou no estrago de cadastrar 200 unidades, mas ter apenas 100 no estoque? Fique atento!

7 – Cadastrar produtos sem descrição

Fazer o cadastro de estoque com uma descrição incompleta vai dificultar sua vida na hora de fazer a consulta de itens. Por isso, você deve padronizar o cadastro de mercadorias para facilitar seu trabalho e não correr o risco de dar baixa para outro produto ou não lançar o item correto no sistema.

8 – Registrar errado as movimentações

Também é imprescindível que você deixe registrado todas as suas movimentações de entrada e saída de produtos. Desse modo, você evita compras desnecessárias ou falta de estoque.

Dica extra: use a ferramenta de controle de estoque como sua maior aliada!

Entre os principais benefícios delas para o seu negócio se destacam:

  • Agilidade na manutenção, distribuição, vendas, compras e trocas de produtos.
  • Maior facilidade na comunicação entre os setores da sua loja que se relacionam com o seu estoque.
  • Leitura de códigos de barras.
  • Diminuição no tempo de consulta de banco de dados.
  • Possibilidade de atribuição de função para facilitar a leitura de itens utilizando os códigos sequenciais.
  • Fácil integração com e-commerce.

Não se esqueça de ficar sempre ligado em nosso blog para conferir dicas valiosas para a gestão da sua loja. Até mais!

  • Compartilhar
Danilo Colombo
Formado em publicidade e propaganda, apaixonado pelo mundo digital, startups, growth hacking e empreendedorismo. Quando não está pensando sobre negócios, gosta de passar o tempo com sua família. Atualmente é Head of Marketing da PDVend.

Você vai se interessar também.

Escreva um comentário

Quer acesso aos conteúdos exclusivos?

Cadastre-se e receba gratuitamente artigos, novidades e dicas.