MEI: qual a importância do relatório de vendas?

Atualmente, no Brasil, existem mais de 6 milhões de Microempreendedores Individuais – MEI, de acordo com o Portal do Empreendedor. Um número surpreendente, pois ultrapassa a quantidade de micro e pequenas empresas do país. O MEI pode faturar até R$ 60 mil por ano e é muito importante manter um relatório de vendas atualizado.

O Microempreendedor Individual (MEI) é um programa que visa reduzir a informalidade empresarial no Brasil e surgiu em 2008 (Lei Complementar de número 128/2008). Esse tipo de empresa não tem a obrigatoriedade de ter um contador e nem um livro caixa, uma solução pensada para reduzir os custos de quem está começando a empreender.

 

Afinal, quem é o  Microempreendedor Individual (MEI)?

  • Pode faturar no máximo R$ 60 mil por ano;
  • Tem a permissão de contratar até um empregado com remuneração de um salário mínimo ou piso salarial da categoria;
  • Tem acesso a crédito;
  • Contribui com a sua previdência social;
  • Pode emitir nota fiscal para os clientes.

Esses fatores facilitam a atividade do microempreendedor, mas não excluem a necessidade de uma boa gestão da empresa.

Relatório de Vendas do MEI

O MEI deve registrar, todo mês, um formulário com o total das receitas daquele período, chamado de Relatório de Receitas Brutas Mensais.

O modelo do documento fica à disposição no Portal do Empreendedor e deve conter todas as vendas ou serviços prestados no mês, com ou sem emissão de nota fiscal. Os relatórios mensais auxiliam também na entrega da Declaração Anual, obrigatória, no início do ano.

Quando se fala de relatório de vendas, você logo visualiza algo assim, certo?

Afinal, por que é importante um relatório de vendas, para uma empresa que só pode faturar R$ 60 mil ao ano?

Porque é essencial ter uma visão analítica do seu próprio negócio. Isso lhe permite também:

  • Saber a quantidade de clientes;
  • Volume de vendas ou serviços prestados;
  • Faturamento mensal;
  • Forma de pagamento recebida.

Isso pode lhe ajudar na hora de solicitar uma linha de crédito, e a longo prazo, para saber como crescer e mudar de categoria de empresa.

Importante: As notas fiscais das compras e vendas do MEI devem ficar arquivadas pelo prazo de 5 anos, a contar da data de emissão.

Facilitando sua vida

A gestão de vendas para o MEI pode ser realizada de forma simples, por meio de planilhas eletrônicas ou por softwares de gestão de vendas disponíveis no mercado.

Há outros modelos de relatório de vendas que podem ser encontrados na internet. Nossos consultores montaram uma planilha especial para o MEI que deseja ter uma visão mais estratégica do seu negócio de forma automatizada. Saiba o faturamento, histórico e pagamentos e faça uma gestão melhor da sua empresa.

 

Um bom empreendedor é aquele que tem visão estratégica do seu negócio e está preparado para tomar decisões e buscar o crescimento e soluções de problemas.

Mantenha-se cada vez mais competitivo. Você está preparado?

Até as próximas dicas!

Fontes: Sebrae Nacional, Portal do Empreendedor.

  • Compartilhar
Danilo Colombo
Formado em publicidade e propaganda, apaixonado pelo mundo digital, startups, growth hacking e empreendedorismo. Quando não está pensando sobre negócios, gosta de passar o tempo com sua família. Atualmente é Head of Marketing da PDVend.

Você vai se interessar também.

Escreva um comentário

Quer acesso aos conteúdos exclusivos?

Cadastre-se e receba gratuitamente artigos, novidades e dicas.