A arte de vender mais na Black Friday

Já estamos próximos de uma data que é considerada uma das mais importantes no varejo brasileiro. Estamos falando da Black Friday 2018. Quem trabalha nesse segmento sabe a importância que a data conquistou no calendário de datas comemorativas. Ela já faz parte do cotidiano de milhares de brasileiros que pensam em vender mais na Black Friday.

Não são poucos os que poupam suas economias durante o ano inteiro para poder adquirir aquilo que desejam por preços mais acessíveis. E do outro lado, muitos lojistas declaram conseguem vender mais na Black Friday em uma única semana o equivalente a um mês inteiro de vendas. A Black Friday, como o nome já sugere, teve origem nos EUA. E acontece sempre no mês de novembro, sempre após o Dia de Ação de Graças (a quarta sexta-feira do mês). Esse ano a data ocorrerá em 23 de novembro.

Aqui no Brasil a primeira Black Friday só foi acontecer recentemente, em 2011, e teve uma participação tímida em seus primeiros anos. Apesar disso, a edição de 2017 arrecadou nada mais nada menos que cerca de R$ 2,1 bilhões e a previsão para este ano gira em torno de R$ 2,5 bilhões. Por ser um evento de importância vital para os lojistas, separamos algumas dicas para que você e seu estabelecimento possam vender mais na Black Friday. Confira!

Invista em uma boa comunicação

Apostar em bons anúncios é essencial para quem deseja chamar atenção e assim vender mais na Black Friday. A estratégia é simples: quanto mais visibilidade, mais lucros seu negócio obterá. A diferença é que esses anúncios precisam ter algum diferencial que os separe dos demais.

Chamar a atenção e despertar a curiosidade de forma criativa, enquanto se conquista uma boa experiência visual, é um bom caminho. Tenha em mente que muitas vezes o anúncio será o primeiro contato de uma série de consumidores. Isso define a diferença entre uma boa experiência e uma facilmente esquecível.

Uma landing page exclusiva para a Black Friday é uma das soluções possíveis para despertar a atenção de possíveis leads, por exemplo. Tirar as possíveis dúvidas dos compradores na hora de comprar, como descrever mais detalhes sobre o produto é uma ótima tática.

Aproxime-se dos clientes

Hoje em dia as redes sociais possibilitam que as marcas se comuniquem com os clientes como nunca. E isso deve ser utilizado a seu favor. Você não faz ideia do quanto um atendimento diferenciado e respostas a seguidores fazem uma grande diferença.

Fornecer atenção no menor tempo possível faz com que o consumidor tenha outra visão de sua loja, seja ela física ou virtual. Por isso, vale a pena investir na interação entre seu comércio e clientes. Excelência é tudo. Até mesmo o WhatsApp pode ser uma ferramenta muito útil para conquistar clientes.

Reforce seu estoque

Nada deixa um cliente mais frustrado do que querer comprar determinado item e a loja não possui-lo em estoque. Seja na Black Friday ou não. Mas principalmente na Black Friday, afinal a procura tende a subir nesse período. Por conta disso, é bem importante que seu negócio tenha uma boa estratégia e controle de seu estoque de maneira eficiente.

Uma boa forma de saber quais itens devem receber reforço é realizar um levantamento para ver quais produtos possuem mais saída nesse período com base em anos anteriores. E assim guarnecer seu estoque com mercadorias de uma forma mais assertiva.

Atenção ao frete

Sabia que uma das maiores razões para o abandono de mercadorias no carrinho de compras de um e-commerce é o frete alto? Mas outra coisa que costuma desanimar os clientes de uma loja virtual é o tempo de entrega das compras realizadas. Esse fator é capaz de fazer com o cliente nunca mais ponha os pés (virtuais) em sua loja.

Planeje e negocie com seus fornecedores os prazos. Mais que isso: surpreenda esses clientes postando esses pedidos o quanto antes de forma que período de entrega seja bem minimizado. Seus clientes sairão bem mais satisfeitos.

Transparência e excelência sempre

Na onda de conseguir lucrar mais e vender na Black Friday, muitos estabelecimentos agem de má fé e apelam para a “Black Fraude”, termo criado aqui no Brasil e que define bem o caráter de muitas ofertas que costumam aparecer por aí. Por isso, não deixe que seu estabelecimento caia em “listas negras” de lugares a se evitar na Black Friday e seja realista nos descontos. Ou seja, nada de “tudo pela metade do dobro”.

Existem sites que monitoram os preços durante o ano inteiro, portanto há a possibilidade de saber se o desconto é real ou meramente ilusório. Tenha em mente que um cliente satisfeito pode tanto voltar a comprar em seu estabelecimento quanto recomendá-lo para outros clientes. Da mesma forma as chances dele avaliar a loja de forma negativa são bem altas caso algo o desagrade.

Existe uma série de estratégias para implementar em seu estabelecimento e vender mais na Black Friday. Esperamos que com essas dicas seu negócio consiga altos resultados e já saia na frente!

Se você gostou desse texto, compartilhe-o com seus amigos em suas redes sociais! Caso tenha alguma dúvida ou comentário, deixe-o abaixo, teremos prazer em respondê-lo! Até a próxima!

  • Compartilhar
Anna Bella Bernardes
Jornalista formada pela PUC Minas e pós-graduada em comunicação e marketing pela Universidade de São Paulo. Com 7 anos de experiência na área de comunicação, desde 2015 atua com marketing de conteúdo, SEO e inbound marketing.

Você vai se interessar também.

Escreva um comentário

Quer acesso aos conteúdos exclusivos?

Cadastre-se e receba gratuitamente artigos, novidades e dicas.